quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Feliz 2010!

A temporada chegou ao fim e agora o ano de 2009 vai ficar para trás!

Nestes últimos 12 meses vimos de tudo no futebol.

No Brasil acompanhamos a volta por cima de Adriano e Ronaldo nos nossos gramados. O Timão, do Fenômeno, venceu a Copa do Brasil enquanto o Flamengo, do Imperador, levou o Brasileão! O Internacional comemorou seu centenário com dois vice-campeonatos nacionais (a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro). Já o Coritiba fez 100 anos e acabou rebaixado diante da própria torcida, que apelou e deu um vexame no Couto Pereira. A torcida do Cruzeiro chorou ao perder a Libertadores da América para o Estudiantes em pleno Mineirão, enquanto o Fluminense, mesmo vice-campeão da Sul-Americana, terminou o ano sorrindo após operar um milagre e escapar do rebaixamento. Na Série B o Vasco fez a obrigação e retornou a elite como campeão. Na Terceirona deu o Coelho de Minas Gerais (Time que cobri para o Jornal Lance!) e na inédita Série D o vencedor foi o São Raimundo.

Na Europa assistimos a um dos melhores times da história do futebol, o Barcelona. O time catalão venceu as seis competições que disputou em 2009 e coroou a carreira do argentino Lionel Messi, eleito pela Fifa, o melhor jogador do mundo este ano. A mesma Espanha foi palco das duas maiores apresentações de jogadores recém contratados. Cristiano Ronaldo e Kaká foram contratados pelo Real Madrid e levaram milhares de torcedores ao Santiago Bernabéu. A transferência do português foi a maior de todos os tempos.

Na África, país da Copa do Mundo do ano que vem, o Brasil venceu a Copa das Confederações e acabou no “Grupo da Morte” da competição do próximo ano.

E a morte de Michael Jackson também foi lembrada aqui...

No Blog Rola a Bola! tudo isso foi destaque!

Este mesmo blog ficou entre os 100 melhores blogs do país de acordo com o portal TOP BLOG (www.topblog.com.br/). O Rola a Bola! acompanhou de perto as várias competições do ano, premiou jogadores através do “Troféu Fino da Bola!”e diversos posts foram publicados no jornal impresso Lance! além de terem sidos capa do portal Lancenet! (www.lancenet.com.br)

E este endereço me deu oportunidade de fazer parte de duas grandes equipes!
A do Clube do Esporte (www.clubedoesporteweb.com.br) e do Zona do Agrião (www.blogzonadoagriao.blogspot.com)! Além de ter sido colaborador do blog sobre futebol internacional do jornalista Leandro Cabido, o Goal Kepper.

Obrigado aos leitores, amigos e familiares...
2010 tem muito mais...
FELIZ ANO NOVO!

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

O Luxa do Galo!

O namoro de anos foi oficializado esta semana. O projeto apresentado por Alexandre Kalil agradou e Vanderlei Luxemburgo será o treinador do Atlético Mineiro até 2011.

Muitos jornalistas e torcedores rivais criticaram a contração de Luxa pelo Galo. Mas o importante não são eles, e sim a massa alvinegra que apoiou bastante a nova contratação! Se não viesse Luxa, viria quem? O Atlético não tem mais tempo para apostar em projetos de técnicos medianos e muito menos de treinadores desconhecidos. O currículo de Luxemburgo causa impacto, são cinco títulos nacionais, e o seu nome atrai atenção na mídia e principalmente jogadores! Apenas o início de seu trabalho já traz para o Atlético o esperado: a retomada do respeito entre os grandes clubes.

Depois de mais um ano de ilusões e motivo de chacota dentro das quatro linhas, pelo menos acabou o amadorismo na direção do Atlético. O segundo ano da presidência de Alexandre Kalil começa de maneira arrasadora e impactante, mais até que 2009, onde o Atlético voltou a figurar entre os líderes do Brasileirão, com jogador na Seleção Brasileira e bons valores financeiros de seus novos patrocinadores.

A torcida alvinegra tem motivos para comemorar esta união. O presidente querido e o treinador que tantos sonharam juntos, no projeto de fazer o clube novamente vencedor. Se Luxemburgo não vai carregar nas costas o peso de 38 anos sem o título nacional, os atleticanos, que já não agüentam esse tormento, se apegam a confiança e personalidade do treinador vencedor para largar o sofrimento. Sua coletiva foi capaz de animar até o mais desconfiado torcedor do Galo.

A primeira contração é Leandro, lateral esquerdo que estava no Vitória e pertence ao Porto, de Portugal. Nos bastidores surgem diversos nomes, que não agradam a todos, mas que com certeza são indicações de um técnico que sabe bem o que faz.

Para Luxa a fórmula do sucesso é: Disciplina, união, trabalho e profissionalismo. Se isso não faltar na Cidade do Galo o ano deverá ser de muitas alegrias.

Se vai dar certo ninguém pode dizer... Mas a contratação de Luxemburgo, mérito de uma diretoria competente, evitou que 2010 já começasse de maneira errada, como em anos passados. Principalmente como foi em 2008, o ano do centenário.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Chegou ao fim!

Foi um campeonato emocionante, o melhor de todos os tempos!
Veja a posição final de cada time...

O GRANDE CAMPEÃO!

1º - Flamengo – 67 Pontos
Liderou no momento exato! Teve uma arrancada na fase final e foi beneficiado pelos tropeços dos times que lideravam. Incorporou ao lado do Cruzeiro e Fluminense o momento de decisão. Não é um time brilhante, mas muito competente e que não se deve tirar os méritos. O destaque principal vai para o treinador Andrade que em seu primeiro trabalho conquistou um título de enorme expressão. Em 39 edições de Campeonato Brasileiro é o primeiro treinador negro campeão. Adriano e Petkovic já eram grandes ídolos flamenguistas e com a conquista escrevem de vez o nome na história rubro-negra. Além dos dois craques, o elenco merece palmas e a diretoria, que contratou bons nomes durante o desfecho do torneio.

O DESTINO É A AMÉRICA!

2º - Internacional – 65 Pontos
Perdeu um jogo crucial contra o Botafogo, em pleno Beira-Rio na 33ª rodada e ali parecia tudo perdido. Conseguiu recuperar, derrotou o Atlético, até então adversário direto e assumiu a vice-liderança na penúltima rodada. Se não fosse o Grêmio enfrentar o Flamengo na 38ª rodada, talvez estivesse comemorando o título. Tinha plantel para ser campeão, mas vacilou durante todo o campeonato e a vaga na Libertadores acaba como consolo.

3º - São Paulo – 65 Pontos
Esteve próximo do título e desperdiçou duas oportunidades consecutivas nas rodadas 36 e 37. O Flamengo aproveitou e o Brasil passou a ter outro hexacampeão. O técnico Ricardo Gomes fez bom trabalho, depois de assumir o lugar do idolatrado e supercampeão Muricy Ramalho. Mais uma vaga na Libertadores garantida e a diretoria promoverá uma reformulação no elenco.

4º - Cruzeiro – 62 Pontos

Incrivelmente o time de Adilson Batista conquistou a vaga na Pré-Libertadores. Esteve na zona de rebaixamento, mas se encontrou após perder a decisão da competição continental para o Estudiantes. Um segundo turno impecável que deixou para trás o rival Atlético e o Palmeiras, dois times que não mereciam mais que Sul-Americana pela fraqueza nos momentos decisivos.

BÔNUS PARA UNS, DECEPÇÃO PARA OUTROS!

5º - Palmeiras – 62 Pontos
O maior vexame deste campeonato, quem sabe da história dos pontos corridos. Liderou por 19 rodadas, 32 entre os quatro primeiros e ficou de fora da Libertadores. Termina a temporada no mesmo nível que o 13º, com apenas a vaga para a Sul-Americana. De nada adiantou ter Muricy Ramalho. Os problemas internos marcaram a campanha.

6 º - Avaí – 57 Pontos
Grande surpresa do Brasileirão. Arrancou e chegou a estar no G-4. Termina em 6º com a sensação de mais que dever cumprido. Mostrou ao Brasil o trabalho do técnico Silas, que assinou com o Grêmio e revelou bons jogadores. Que repita a temporada o ano que vem!

7º - Atlético Mineiro – 56 Pontos
Surpreendeu quando esteve no G-4 e também na liderança. Foi apontado como candidato ao rebaixamento e queimou a língua de muitos. Quando esteve entre os líderes, muitos acreditaram que poderia ser campeão. Mas acabou queimando a língua dos críticos mais uma vez. Termina o Brasileirão de forma melancólica, perdendo as cinco últimas partidas, e sem técnico. O destaque foi o artilheiro da competição Diego Tardelli.

8º - Grêmio – 55 Pontos
Poderia ter ido muito mais longe, mas a péssima campanha fora de casa, vencendo apenas UMA partida complicou a trajetória. Se não fosse a invencibilidade em casa poderia ter ficado entre os últimos colocados. Tornou-se o primeiro clube a não ser derrotado no próprio estádio na “Era dos pontos corridos”. Longe da liderança e também do G-4, só restou evitar o título do rival na última rodada.

9º - Goiás – 55 Pontos
Mesma situação do Atlético Mineiro. Despencou do G-4 devido a péssima campanha no segundo turno. Abalou o mercado de transferências quando anunciou Fernandão. Mas a passagem do atacante parece ter sido breve e sem muitas vantagens. O atleta não deve ficar no Serra Dourada em 2010.

10º - Corinthians – 52 Pontos
Entrou classificado para a Libertadores, então só interessava o título! Quando o Palmeiras disparou na liderança desistiu da disputa e só cumpriu tabela... Se tivesse acreditado poderia ter conseguido o feito do Flamengo. Tinha time para isto.

11° - Barueri – 49 Pontos
Candidato ao rebaixamento, o Barueri termina a temporada com a sonhada vaga para a Sul-Americana. Ficou de bom tamanho para um time que não queria retornar para a Série B.

12º - Santos – 49 Pontos
O time do poderoso Vanderlei Luxemburgo não assustou ninguém. Sem grandes jogadores, terminou onde era esperado.

13º - Vitória – 48 Pontos
No começo chegou a assustar os grandes, mas depois se contentou em lutar pela Sul-Americana. Poderia ter ido melhor, mas a vaga na Sul-Americana pode ser comemorada.

NEM LÁ, NEM CÁ!

14º - Atlético Paranaense – 48 Pontos
Perdeu a vaga na Sul-Americana na última rodada, mas lutou durante todo o campeonato para fugir do rebaixamento. Será a casa da Seleção Brasileira antes da Copa do Mundo. Quem sabe renova os ares da Arena da Baixada?

15º - Botafogo – 47 Pontos

Péssima campanha do clube carioca. Venceu dois jogos fundamentais na reta final contra São Paulo e Palmeiras e com isso escapou do descenso. Sem bons jogadores e um técnico bem razoável, muita coisa tem que mudar para alçar vôos bem mais altos.

16º - Fluminense – 46 Pontos
A maior reação da história do futebol brasileiro. No dia 04/10 foi derrotado pelo rival Flamengo e declarado por matemáticos, críticos e torcedores como rebaixado. Restava apenas 1% de chance de escapar. Fez o IMPOSSÍVEL e se livrou da Série B na última rodada, no dramático jogo contra o Coritiba, adversário direto que acabou rebaixado. Da derrota no Fla-Flu até a 38ª Rodada foram 11 jogos, sendo 07 vitórias e 04 empates, somando 25 pontos em 33 disputados.

RUMO A SÉRIE B!

17º - Coritiba – 45 Pontos
Dependia apenas de uma vitória em casa contra o Fluminense na última rodada, ou torcer para o Botafogo não vencer. Nenhuma das alternativas aconteceu e o Coxa foi rebaixado em pleno Couto Pereira no ano do seu centenário. Além da queda, outro fato lamentável foram as cenas de violência após a partida. Uma batalha entre torcedores e policias que deve ser investigada e os criminosos punidos. O clube merece também uma punição exemplar.
Por que não tirar do Coritiba todos os mandos de campo na Série B 2010?

18º - Santo André – 41 Pontos
O Santo André bem que tentou, mas o time era muito limitado. Liderados por Marcelinho Carioca e o jogador mais velho da Série A, Fernando, 42 anos, o clube não engrenou e perdeu o fôlego. A idade avançada de jogadores importantes prejudicou a equipe em um campeonato tão longo.

19º - Náutico – 38 Pontos
Ao lado de seu rival foi rebaixado para a Série B. Time limitado, técnico ultrapassado e não aproveitou o fator campo. Sem planejamento tentou empurrar o ano “coma barriga” mas não deu muito certo... O Timbu vai dançar frevo lá embaixo.

20º - Sport – 31 Pontos
Uma campanha ridícula de um time que disputou a Libertadores no mesmo ano. O planejamento da temporada desmoronou após a derrota nos pênaltis para o Palmeiras, pela Copa Libertadores. A eliminação custou caro e o Sport não se encontrou mais. Problemas internos, contratações equivocadas e um time patético. A Ilha do Retiro, conhecida como caldeirão rubro-negro, nem de longe lembrou a campanha da Copa do Brasil 2008. Teve 27% de aproveitamento e venceu apenas sete partidas, sendo que nenhuma delas fora de Recife.

sábado, 5 de dezembro de 2009

Os grupos da Copa!


Começou a Copa do Mundo!
O Rola a Bola! Traz um panorama dos grupos e seleções do Mundial.
Só falta a bola rolar na África...

Acredito que seja o verdadeiro “Grupo da Morte”. As quatro seleções podem não ser favoritas, mas não são adversários fáceis.

África do Sul: Com o técnico Parreira eles sonham avançar para as oitavas-de-final. O sorteio não favoreceu muito, mas quem sabe surpreende ao som das vuvuzelas. Não deve passar da primeira fase, o time é muito limitado e Parreira não é capaz de fazer milagres.

México: Os tempos são outros para os mexicanos. Viram os EUA se transformarem como a principal força da CONCAF e a seleção não empolgou nas Eliminatórias. Com um grupo difícil e jogadores sem grande capacidade, de bonito mesmo devem apresentar só a nova camisa. Ficam na primeira fase!

Uruguai: Tem bons jogadores, mas precisa se encontrar! Nas Eliminatórias tentou surpreender, mas no momento crucial foi parar na repescagem. Entra como 5º time da América do Sul e deve avançar juntamente com a França.

França: O atual momento é crítico. Se não fosse a mão de Henry poderia ver a Copa pela TV. Nas últimas três copas, duas decisões e um título conquistado. Teoricamente é a favorita do grupo mesmo não sendo cabeça de chave, mas não podemos descartar um possível vexame como o de 2002.

Um grupo sem grandes dificuldades para a Argentina.

Argentina: Podem encontrar alguns problemas contra Grécia, Nigéria e Coréia do Sul, mas devem comemorar não estarem em um grupo mais complicado. Maradona tem em mãos a melhor linha de frente do mundo, mas a zaga é de dar medo. Avança e pode figurar entre os melhores.

Nigéria: Com Kanu no banco se renovou em relação à década de 90. Não é mais a mesma, mas sonha com os feitos do passado. Vou ser otimista e apostar que avançam pelo fato de jogarem na África.

Coréia do Sul: São os maiores na Ásia e se firmam nas Copas do Mundo, estando nas últimas sete edições. Contam com Park, do Manchester United, mas é pouco para pararem os argentinos. Vão lutar pela segunda vaga, mas deve fracassar.

Grécia: A seleção é fraca e o país só disputou uma Copa, em 1994. Ganhou a Eurocopa dez anos depois, mas não empolgou o mundo do futebol. O que deixou os torcedores otimistas foi eliminar a Ucrânia na repescagem. Muito pouco para a Copa do Mundo. Morre na primeira fase.

Que moleza para Inglaterra e Estados Unidos!

Inglaterra: Mais uma vez favorita, mas terá que provar dentro de campo. Comandados por Capello, podem fazer história, pois craques eles tem de sobra! O grupo é fácil e deve vencer com tranqüilidade as três partidas.

Estados Unidos: Os americanos conheceram bem a África do Sul! Foram vice-campeões da Copa das Confederações e deixaram de fora a temida Espanha. Vão avançar no grupo e podem fazer bonito em 2010.

Argélia: Um dos maiores jogadores do mundo é filho de argelinos... E os brasileiros o conhecem bem! Zidane inspirou durante anos a Argélia e agora a seleção está de volta a Copa do Mundo. Não deve assustar seus adversários e devem agradecer por voltarem ao Mundial.

Eslovênia: Sem tradição e pouca experiência... Deixou pelo caminho europeu times mais fortes, inclusive a Rússia na repescagem. Isso empolga, mas não será o bastante para bater EUA e Inglaterra.

Alemães não devem ser batidos. A segunda vaga esta aberta!

Alemanha: Tem muita tradição em Copas do Mundo. Estará nas fases finais e em 90 minutos tudo pode acontecer. Foram 3º em 2006, vice-campeões na Eurocopa em 2008 e sonham com o tetra em 2010. A renovação vem acontecendo e seria fantástico vencer na África. Ballack quer se despedir com o título... Vale a pena sonhar!

Austrália: Vai brigar com Gana pela segunda posição. É um time que complica e terá que se impor para classificar.

Sérvia: Depois do vexame em 2006, no “Grupo da Morte” com Argentina, Holanda e Costa do Marfim, a Sérvia também se despediu de Montenegro, com quem era unida politicamente. O objetivo principal deverá ser evitar vexames!

Gana: O craque é Essien e em 2006 foram às oitavas-de-final. Ganharam experiência e o grupo da oportunidade de sonhar mais alto. Aposto nestes africanos como segundo lugar da chave!

Alguns consideram “da Morte”... Eu não compartilho da mesma opinião.

Holanda: Cabeça de chave este ano poderia ter caído em um grupo mais fácil. Deu azar, mas pode vencer com certa tranqüilidade o grupo. Tem demonstrado um futebol maravilhoso, mas não se cansa de “amarelar” nos momentos decisivos.

Dinamarca: Poucos acreditavam que estariam em 2010, pois caíram no “Grupo da Morte” nas Eliminatórias Européias. Deixaram Portugal e Suécia para trás e garantiu a vaga diretamente. É um time básico e que não pode sonhar tão alto, além de uma oitavas-de-final.

Japão: Na Ásia põe medo, mas fora é um fracasso! Em três participações não foi muito longe, nem mesmo quando jogou em seu próprio território, em 2002. Fica de fora mais uma vez...

Camarões: Dos pés de Eto’o pode se concretizar um sonho de voltar a figurar entre as grandes seleções. Jogarão em seu continente e querem reviver a Copa de 1990, aonde chegaram às quartas. Fora isso não passaram da primeira fase em quatro oportunidades, além de não terem ido em 2006. Acredito que avançam desta vez!

Um grupo de dois bons times e dois que só vão pra passear!

Itália: Campeões de 2006 ainda restam algumas figuras conhecidas do futebol mundial. Mas fracassaram na Eurocopa 2008 e na Copa das Confederações 2009. Em 2010 vão avançar da fase de grupos, mas o título não será tarefa fácil.

Paraguai: Fez excelente campanha nas Eliminatórias e o sorteio dos grupos facilitou o sonho de avançar de fase. O time é bom, mas não dá para imaginar que vá muito longe. Cruzará com o Grupo E, que teoricamente terá seleções classificadas mais fortes que o Paraguai.

Nova Zelândia: Calçar a chuteira, entrar em campo e voltar para casa. Esta será a missão da Nova Zelândia em 2010.

Eslováquia: É a primeira participação! Estrearão após deixar de fora a República Tcheca nas Eliminatórias. Pode complicar em relação aos paraguaios, mas não deve amedrontar os italianos.

Nada de vida fácil para o Brasil! Portugal e Costa do Marfim podem surpreender e quem sabe deixar os brasileiros de fora...

Brasil: Favoritos mais uma vez. Sem grandes craques, mas muitos jogadores competentes! O elenco está forte e deve avançar de fase, deixando uma vaga para Portugal ou Costa do Marfim. Caso perca para europeus ou africanos, pode complicar a classificação...

Coréia do Norte: Empataram com o Atlético Sorocaba há um mês... Precisa dizer algo mais?

Costa do Marfim: Principal força da África no Mundial que acontecerá no continente. Segunda participação em Copa do Mundo e mais uma vez em um grupo dificílimo. Acho que avança no lugar de Portugal. Ou quem sabe até do Brasil!

Portugal: Depois de Felipão não encontraram um bom futebol. Brilharam em 2006, mas 2010 deve ser bem diferente. Dependem de Cristiano Ronaldo, que pode desequilibrar, mas caso contrário, voltarão cedo para casa.

Espanha tem vida fácil na primeira fase. Segunda vaga para chilenos ou suíços?

Espanha: Vejo os espanhóis como o melhor time do mundo! Ganharam e Eurocopa 2008, 100% de aproveitamento nas Eliminatórias e lideram o Ranking da Fifa. Passam com tranqüilidade e podem caminhar até a decisão. O problema é: Se forem 1º do grupo devem pegar Costa do Marfim ou Portugal... Se tropeçarem podem pegar de cara o Brasil. E agora Espanha?

Suíça: Organizada, mas não assusta. Terão que bater os chilenos se quiser avançar... Caso contrário, retornam para casa.

Honduras: Se marcarem um simples gol já podem comemorar bastante! “Obrigado por visitarem a África do Sul!”

Chile: No banco Bielsa e na cabeça o sonho de fazer bonito em Copa do Mundo. Quem sabe o “Mago” Valdivia apronta das suas e coloca a seleção na próxima fase!

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Valeu como um título

Enganam-se os que disserem que a festa no Maracanã foi equatoriana. O Fluminense venceu, convenceu, não levou, mas honrou o manto tricolor. Faltou apenas um gol para a esperança tricolor se estender por no mínimo mais 30 minutos de prorrogação, quem sabe até os pênaltis, mas o 3x0 deu o título à LDU.

Não é preguiça de escrever, mas simplesmente faltam palavras para a festa que a torcida do Fluminense tem feito. Faltam palavras para definir o futebol que o time de Cuca tem jogado! É inexplicável a recuperação do Tricolor no final de 2009. Estamos vivenciando um momento histórico de um time tradicional brasileiro, que pode ser rebaixado no próximo domingo, mas que não serão lembrados como vilões, e sim como os “Guerreiros Tricolores”.


O hino do clube simboliza tudo isso:

“Salve o querido pavilhão
Das três cores que traduzem tradição
A paz, a esperança e o vigor
Unido e forte pelo esporte
Eu sou é tricolor!”

Este elenco do Fluminense nos serviu de exemplo e ensinou que no futebol, no esporte e principalmente em nossas vidas é preciso acreditar até o fim.
Se o final desta história será triste eu não sei, mas o que eles demonstraram em campo vale muito mais que uma taça na prateleira e uma permanência na elite!
---> "1% de chance, representa 99% de esperança!"

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Vivendo de esperanças

“O quê que eu vou dizer lá em casa?” Essa pergunta cabe bem aos atleticanos nesta 37ª rodada, que colocou um ponto final na temporada 2009 do Galo. Foram 24 rodadas entre os quatro primeiros colocados, sendo oito delas na liderança do torneio. E foi vivendo de esperanças que os torcedores do Atlético acompanharam cada jogo, vibraram em cada vitória e mantiveram as expectativas nas derrotas... Mas a de ontem por 3x1 para o Palmeiras acaba de vez com o sonho alvinegro.

Foi um ano de muita esperança! Desde o Campeonato Mineiro até o fim do Brasileirão. No estadual o Atlético empolgou na primeira fase, garantiu a primeira colocação com uma vitória de virada, nos acréscimos contra o Ituiutaba, e a torcida acreditou que seria o ano da mudança! Mas no final deu Cruzeiro, com goleada!

Na Copa do Brasil mais uma vez todos apostaram que seria a chance do Atlético, como é todo ano. Mas bastou um time mediano para o Galo ser eliminado. A esperança esteve no Mineirão, quando o Atlético devolveu o placar de 3x0 sobre o Vitória pelas oitavas-de-final e a decisão foi para os pênaltis. E foi na última cobrança, do ex-zagueiro Leandro Almeida, que o time mineiro se despediu do torneio.

Restou o Brasileirão e a Sul-Americana. Quem imaginava que o Galo fosse figurar entre os líderes? Que seria considerado um dos melhores do campeonato? Simplesmente ninguém! Porém os resultados vieram, a torcida empolgou e o Galo chegou próximo do sonho. Mas antes tinha a Sul-Americana e o time reserva quase eliminou o Goiás, no Serra Dourada! A esperança foi para os pênaltis e acabou que os esmeraldinos levaram a vaga...

Restou o Brasileirão! O objetivo principal de conquistar uma vaga no G-4! Vieram jogadores com nome, como Rentería, Corrêa, Ricardinho, Carini... Tudo caminhava muito bem, e o Galo só dependia dele para conseguir a vaga. Quatro jogos nas últimas cinco rodadas, três confrontos diretos e... QUATRO VEXAMES seguidos!

Adeus títulos, adeus vaga e pode passar Cruzeiro. Até o rival, que estava 15 pontos atrás ultrapassou o Atlético e ainda tem chance de conquistar uma vaga na Libertadores. Pelo lado alvinegro o ano termina de maneira vexatória e lamentável. O jogo contra o Corinthians não valerá nada! Não tem o que falar, apenas refletir e planejar 2010.

Belo Horizonte acordou com o sentimento de que tudo voltou ao normal... E sinceramente, parece que voltou mesmo.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Terror em Casablanca

O título parece de filme de terror, mas o roteiro é de um pesadelo real. O Fluminense subiu de produção nos últimos jogos, chegou à decisão da Sul-Americana e lutará até o fim do Brasileirão para evitar o rebaixamento. Foram 13 jogos sem saber ser derrotado, mas foi justamente na altitude de Quito que o Flu perdeu o fôlego. Uma goleada de 5x1 praticamente define o campeão da Copa Sul-Americana, no caso a LDU.

Em clima de revanche, relembrando a dramática final da Libertadores da América de 2008, o time carioca logo abriu o placar contra os equatorianos, com 20 segundos de jogo. Os tricolores acreditavam que o final seria diferente, desta vez feliz jogando em Quito. Mas não foi bem assim...

Com uma excelente partida de Méndez e belos gols, a LDU colocou a mão na taça e virá ao Maracanã para jogar no contra-ataque, e caso marque um gol, a missão ficará bastante delicada para o time de Cuca.

Terá o Fluminense chegado ao seu limite? Foram diversas decisões para evitar o rebaixamento, batalhas pelos gramados da América até chegar a final da competição sul-americana e ontem ficou claro que a altitude, a condição física e o cansaço atrapalharam o rendimento dentro de campo. Tão perto do céu, o Flu parece ter perdido a batalha da competição continental, e agora só resta escapar do descenso.

Discordo dos que dizem que o Fluminense deveria ter focado apenas no Campeonato Brasileiro. O Tricolor fez bonito, incorporou o espírito de decisão e seus jogadores orgulharam seus torcedores ao lutarem até o fim. A decisão contra a LDU tem que ser deixada de lado a partir de agora, pois faltam dois jogos de extrema importância no Brasileirão.

Palmas para a campanha do Fluminense, que caso fique com o vice-campeonato, fez uma campanha exemplar, mostrando que é capaz de lutar pelos objetivos no Campeonato Brasileiro e buscar o título da Sul-Americana. Caso não escape do rebaixamento e fracassem nos dois alvos finais, alguns torcedores irão reclamar da esperança que o Fluminense os deu, mas aí será o momento de reconhecer que o elenco nunca deixou de acreditar.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Incompetência Mineira

2009 parecia ser o ano mineiro no futebol... Os times deram esperanças, os torcedores compraram a idéia de apoiar incondicionalmente, as duas diretorias investiram alto! Tinha tudo para dar certo, mas na hora da decisão, não deu!

O problema foi o arremate final.

Na hora de concluir os objetivos, de fazer valer toda a temporada, Atlético e Cruzeiro jogaram fora as oportunidades e agora só resta lamentar...

Aconteceu na decisão da Libertadores, na briga pelo título do Brasileirão e agora até a vaga para a próxima edição continental está ameaçada. Da maneira que as coisas caminham Galo e Raposa irão unidos morrer na praia e então recomeçar todo o planejamento.

Derrotas inexplicáveis, empates nos minutos finais e com isso os pontos preciosos foram embora. Ainda existe chance, mas para mim só matemática. Com as atuações dos dois últimos jogos de cada, onde os mineiros somaram dois pontos em doze disputados, sendo que estes foram do Cruzeiro, Libertadores vai ficar só no sonho... No sonho de quem realmente acredita até o fim. O ano que parecia ser bom, deve terminar de maneira trágica.

Quem cogitou ver os dois mineiros na Libertadores de 2010, pode ir acostumando com a idéia de vê-los na Copa do Brasil, na Sul-Americana... Com o futebol recente, muito longe do que eles apresentaram em grande parte da temporada, não podemos imaginar outro final que não seja este.

São Paulo, Flamengo, Internacional... Estes merecem a vaga pelo que demonstraram na reta final. A quarta vaga se puder que passem ao Fluminense, o único time que verdadeiramente incorporou o espírito de decisão. Atlético, Cruzeiro e Palmeiras, que me desculpem, mas o que conseguir entrar na Libertadores 2010, que agradeça aos céus, porque com este futebolzinho ta difícil de aceitar!

PS: E muitos acreditaram, inclusive eu, que Palmeiras x Atlético seria a decisão do Campeonato. Nem para a Libertadores deveria ser... Sem comentários!

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

1º Fórum Esportivo LANCE!

Caros amigos!
ESTA É UMA GRANDE CHANCE PARA JORNALISTAS, ESTUDANTES E INTERESSADOS!


A faculdade UNISUAM ao lado do Jornal LANCE! está promovendo o 1º Fórum Esportivo para tratar sobre:

- Papel do Jornalismo Esportivo no País sede da Copa do Mundo 2014 e Olimpíada 2016;
- Oportunidades geradas pela Olimpíada 2016 no Brasil;
- O Impacto da Copa no País do Futebol.


O encontro acontecerá no dia 30/11, das 9 às 16 horas, no auditório da UNISUAM Unidade Bonsucesso e reunirá alguns dos principais nomes ligados à área do Jornalismo e dos Negócios Esportivos.

ENTRE no site http://www.lancenet.com.br/concurso_unisuam/ e CONCORRA!

Basta enviar seu nome, email e uma frase de até 50 palavras contendo as palavras “Educação, Esporte e Compromisso”. Os autores dos 200 melhores textos faturam seus ingressos gratuitamente para o evento.

ENTRE TAMBÉM NA COMUNIDADE!
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=96270786

domingo, 15 de novembro de 2009

São tantas emoções...

Ontem o Rei Roberto Carlos esteve em Belo Horizonte. No ginásio do Mineirinho, o cantor fez o show de comemoração aos seus 50 anos de carreira. De suas diversas músicas, uma delas se encaixa perfeitamente no Brasileirão 2009.

Emoções... do Brasileirão 2009

Quando eu estou aqui, eu vivo este momento lindo...
O G-4 é o lugar que todos os 20 clubes do Brasileirão gostariam de estar. Talvez apenas para o Corinthians uma vaga neste seleto grupo não faça tanta diferença. O momento é lindo para o São Paulo, Palmeiras, Flamengo e Internacional. Para os tricolores tudo perfeito. Para os palmeirenses poderia estar melhor. O Flamengo vibra com a arrancada no returno e o Internacional comemora a retomada de posição.

E as mesmas emoções sentindo...
Novamente o São Paulo assumi a liderança, abre dois pontos para o vice-líder e depende apenas de si mesmo para erguer a taça de campeão brasileiro. Para os torcedores do Tricolor, as emoções se repetem da mesma forma todo final de ano, desde 2006. Pelo quarto ano consecutivo, o São Paulo é o favorito ao título nacional. Emoções que os são-paulinos não se cansam de sentir...

Amigos eu ganhei, saudades eu senti partindo...
O Brasileirão desta vez não sofreu graves interferências da janela européia. O Corinthians e o Internacional perderam peças importantes que deixaram saudades. O Timão acabou ficando longe da disputa no meio da competição, enquanto o Inter desperdiçou boas oportunidades de encostar no líder, mas ainda sonha com a vaga na Libertadores. Já o Cruzeiro e Flamengo se reforçaram muito bem, e seus novos “amigos” o colocaram muito próximo de seus objetivos, que pareciam distantes ao final do turno.

Em paz com a vida e o que ela me traz...
Barueri e Avaí não têm do que reclamar do Brasileirão. Eram candidatos ao rebaixamento no início do Brasileirão e hoje comemoram a boa campanha. Na zona intermediária da tabela, além de terem chegado próximos do G-4, os dois clubes devem sacramentar a participação neste Brasileirão com uma vaga na próxima Copa Sul-Americana. Em paz com a vida, só restam esperar o fim do campeonato e se planejarem para o ano que vem...

Na fé que me faz otimista demais...
Na zona do rebaixamento, apenas o Sport já planeja a Série B de 2010. Os outros três clubes ainda sonham com a fuga do Z-4. A principal arrancada é do Fluminense, que graças à fé de seus jogadores e torcedores, deixou a lanterna do campeonato e ainda sonha em não cair. Náutico e Santo André terão missões tão complicadas quanto à do Flu, mas o otimismo ainda prevalece no elenco até que os números provem o contrário.

Se chorei ou se sorri...
... o importante é que emoções eu vivi!

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Coelho e Leão com o mesmo objetivo

Ele escreveu seu nome na história do América Mineiro. Duas vezes campeão nacional com o Coelho, Série B em 1997 e Série C em 2009, o técnico Givanildo Oliveira é sem dúvida um grande ídolo dos americanos. Mas a sua relação com o clube pode ficar estremecida nos próximos dias, caso ele aceite a proposta de treinar o Sport na temporada 2010.

Depois do título, em outubro, o América praticamente entrou de férias e resolveu focar já no próximo ano, deixando a Taça Minas Gerais de lado. O técnico e a diretoria traçaram os planos, buscaram alguns reforços e o principal, renovaram a ligação até dezembro do próximo ano.

Enquanto isso, o Sport Recife foi despencando na classificação da Série A e assumiu a incomoda última posição, e jogará sua permanência na elite brasileira esta noite, contra o Palmeiras. Caso o Porco vença no Palestra, o Leão estará rebaixado para a Segundona. Com a dificílima missão de escapar do descenso, os pernambucanos já escolheram que Givanildo é o treinador ideal. Não é atoa que é conhecido como “Rei dos Acessos!”

Que América e Sport se encontrarão na Série B é praticamente certo. Caberá saber em qual banco Givanildo estará assentado. No início da temporada, o treinador rejeitou melhores propostas financeiras para ficar em BH e acreditou no projeto vitorioso do Coelho. No meio da competição, recebeu convite para deixar o clube e ir para o ABC, mas cumpriu sua palavra e permaneceu.

Agora fica complicado julgar Givanildo, caso ele deixe o América. O problema foi ter renovado o contrato e pouco depois pedir para sair. Mas os clubes não ficam atrás, já que quando o resultado não aparece, não existe contrato assinado que mantenha o emprego do técnico.

Tabela da Copa 2010

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Derrota além das quatro linhas

A festa do Urubu em pleno Mineirão não significou apenas mais três pontos na classificação. Com o placar de 3x1 sobre o Galo, os flamenguistas entram de vez na briga pelo título, ultrapassaram um concorrente direto pela vaga na Libertadores e o principal, ganharam mais ânimo e confiança para os últimos quatro jogos do Brasileiro.

Se no lado rubro-negro a vitória lhes rendeu tudo isso, para os atleticanos foi exatamente o oposto. A alegria que contagiava a Cidade do Galo nas últimas semanas e a expectativa de assumir a liderança do torneio neste fim de semana foi embora no apito final de Leonardo Gaciba. Essa derrota pode causar graves conseqüências até o fim da temporada.

Foi um jogo onde deu tudo errado para os mineiros... O paredão Carini falhou. Thiago Feltri continua jogando o seu futebolzinho, o mesmo que nada. Celso Roth errou na escalação e gerou imensa insatisfação entre os torcedores. Éder Luís e o substituto Rentería não conseguiram jogar e até mesmo Corrêa foi infeliz perdendo um gol claro.

O Mineirão recebeu um excelente público que saiu revoltado com o que viram. A péssima partida do Galo e a excelente apresentação do Flamengo diminuem a esperança dos torcedores atleticanos em relação ao título, mesmo que ela ainda exista. No momento crucial do campeonato, o time acabou errando quando não poderia.

A vitória renderia a liderança e enorme empolgação fora do gramado. Mas a derrota deixa o time abatido, a torcida, logicamente, desanima um pouco e perder para o Flamengo, em casa, é sempre algo inaceitável para os atleticanos.

Analisando a tabela dos rivais diretos e após a pífia partida de ontem, o Galo teme até mesmo pela vaga no G-4. O Cruzeiro está chegando, o Flamengo e São Paulo em ascensão e um temido confronto direto contra o Palmeiras, na 37ª rodada, em São Paulo. O sonho continua vivo, muitos torcedores ainda acreditam, mas a derrota de ontem foi no mínimo um grande balde de água fria.

O futuro do Galo, só Deus sabe!

sábado, 7 de novembro de 2009

Um dia caça. No outro caçador!

Menos de uma semana separou os jogos do Mineirão para a Ilha do Retiro. O roteiro é praticamente o mesmo, mas se em Belo Horizonte a derrota foi como um pesadelo para o time azul, a vitória em Recife serviu para lavar a alma.

O time da casa abre 2x0 e tem chance de definir o jogo. Desperdiça as oportunidades, vê o visitante crescer na partida e acaba sofrendo um, dois, três gols... A virada que era improvável se transforma em realidade e as conseqüências acabam sendo drásticas. O Cruzeiro teve o prazer, e ao mesmo tempo desprazer, de vivenciar os dois lados da moeda.

Se a derrota para o Fluminense, em casa, deixou o clima pesado na Toca da Raposa, a vitória sobre o Sport tem tudo para levantar a moral e mostrar que o Cruzeiro ainda está na briga pelo título, porque a Libertadores nunca deixou se der um objetivo próximo. Devido os confrontos diretos entre os que estão a sua frente, o time de Adilson Batista aumenta a cada rodada a sua chance de chegar a competição continental em 2010.

Na UTI do Brasileirão, o Cruzeiro aliviou o moribundo Fluminense, mas desligou os aparelhos do Sport, que respisrava com imensa dificuldade. Com o placar os pernambucanos estão praticamente rebaixados. Que descanse em paz, por mais que seja difícil, até a Série B 2010.

O Cruzeiro permanece vivo... Muito vivo!

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Gracias Sorín!

Cabeludo, sotaque castelhano e aparência carrancuda. Sim, estou falando de um argentino. Capitão da seleção hermana em diversas oportunidades, ele atuou no Brasil em um único clube e conseguiu algo bastante difícil: ser amado por brasileiros independente de sua nacionalidade. Esta foi sem dúvida a maior conquista de Juan Pablo Sorín.

Do Argentinos Juniors para o mundo, com excelente passagem pelo Cruzeiro, chegou o momento de despedir de Sorín. Aos 33 anos o jogador se despedirá do futebol nesta quarta-feira, em um amistoso entre o seu primeiro clube e o clube de seu coração, a Raposa de Minas Gerais. O Mineirão será o palco deste adeus entre o futebol e o argentino.

Quem acompanhou seu futebol sabe o porquê de ser um jogador diferenciado. Um coringa argentino que com sua vasta cabeleira se fazia presente em todo o campo. Nada de jogadas de pura categoria ou toques desnecessários. Sorín era objetivo e mais nada... Um futebol sem firula, mas de muita competência. Sua principal qualidade sempre foi a sua raça e determinação.

Não existia bola perdida. Na marcação, um leão em campo. No apoio ao ataque, um guerreiro. E foi assim que Sorín conquistou o respeito e idolatria da torcida cruzeirense... E será assim que o argentino será lembrado eternamente.

Foram 126 jogos, 18 gols pelo clube brasileiro. Porém uma partida e um gol podem resumir essa linda passagem pelo Cruzeiro. A Final da Copa Sul-Minas de 2002, no Mineirão, contra o Atlético-PR.

Era a sua partida de despedida antes de ir para o futebol europeu...
Sorín recebeu o cruzamento vindo da direita e com a perna esquerda, tocou para o fundo das redes, fazendo o gol do título da competição. Na cabeça, os cabelos embolados a faixa que estancava o sangue de um corte na testa. O médico pediu sua substituição, mas o argentino não aceitou deixar o gramado e retornou ao jogo. E foi machucado, com sangue na camisa, que Sorín deixou o Mineirão naquela noite após a conquista. Seu último ato foi erguer a taça e comemorar ao lado de seus torcedores...

Aquele foi um até breve que reuniu raça, dor, amor e mais um título cruzeirense...

A partida contra o Argentinos Juniors, esta sim, será um adeus. Uma despedida lamentável de quem só fez bem ao futebol mundial.

Obrigado Sorín!
Pelas memoráveis atuações que uniram Brasil e Argentina dentro das quatro linhas!

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

3x2 de alegria e tristeza

Quando o ex-lanterna Fluminense aparecia nos jogos restantes de ambos os mineiros, muitos já somavam três pontos para Atlético e Cruzeiro. Porém foram duas derrotas vexatórias para o Fluzão, que ganhou forças para buscar a saída da zona do rebaixamento, enquanto o Cruzeiro, na minha visão, deixou a luta pelo título. O Atlético mesmo derrotado no Maracanã se recuperou vencendo o Goiás e agora tem apenas dois pontos a menos que os líderes Palmeiras e São Paulo. A briga esquentou de vez pelo título!

Cruzeiro 2x3 Fluminense
Na véspera do dia dos finados (02/11), o Cruzeiro resolveu não enterrar o Fluminense. Ou melhor, o Fluzão impediu que isto acontecesse com garra, determinação e 45 minutos de futebol perfeito no Mineirão. Depois de sair perdendo por 2x0, o time carioca conseguiu a virada histórica e se mantém vivo no Brasileirão, mesmo a situação sendo bastante complicada. O que complicou de vez foi a vida do Cruzeiro em relação ao título. Faltando apenas cinco jogos, a derrota impediu que o time de Adilson Batista chegasse ao G-4 e a diferença que poderia ser de quatro, agora é de sete para os líderes.
Os torcedores que lotaram o Mineirão, talvez o único ponto positivo para o Cruzeiro nesta partida, saíram de lá com o mesmo sentimento do dia 15/07 deste ano, data da fatídica derrota para o Estudiantes pela Libertadores. O sonho do título parece ter sido interrompido pela segunda vez no ano, mas a vaga para a competição continental ainda está aberta.

Goiás 2x3 Atlético
Quando o Atlético abriu 2x0 no Serra Dourada e perdeu várias chances de gols, inclusive com o artilheiro Diego Tardelli, uma goleada não seria fato impossível de acontecer em Goiânia. Porém os esmeraldinos buscaram o empate com dois belos gols de fora da área e a partida ficou emocionante.
Foi um segundo tempo de muitos ataques para os dois times, mas com um homem a mais em campo, o Atlético conseguiu um pênalti, cobrado por Tardelli que ultrapassou Adriano na disputa pela artilharia e garantiu o triunfo alvinegro. Com os olhos no jogo e os ouvidos nas partidas de Internacional e Palmeiras, os atleticanos comemoraram bastante a boa vitória fora de casa e os tropeços dos rivais diretos. O Inter saiu derrotado em Porto Alegre e viu o título ficar distante. O Palmeiras somou um ponto contra o Corinthians e vê o Galo se aproximar da liderança. E os atleticanos ainda viram o Cruzeiro e ficar para trás na disputa pelo caneco. Uma rodada muito feliz para este Galo que está fazendo história!

sábado, 31 de outubro de 2009

Gilberto e Cruzeiro. Nota 10!

Aos 33 anos, poucos são os jogadores que ainda podem ser contratados e comemorados como grandes negócios. Gilberto é um destes que foge a regra. O camisa dez do Cruzeiro chegou em um momento de turbulência, após a derrota para o Estudiantes, e hoje é peça-chave no time, que lidera o returno do Brasileirão e devido a tabela, teoricamente fácil, tem tudo para conquistar uma vaga no G-4 e quem sabe até brigar pelo título.

Depois de atuar em três clubes na Europa, Gilberto acertou com o Cruzeiro para resolver o problema do setor esquerdo do elenco. Com Sorín e Fernandinho machucados (o argentino acabou encerrando sua carreira) e Athirson longe de render o esperado, muitos torcedores e críticos acreditavam que a nova contratação poderia ser a solução para este lado. E de fato foi, mas não do lado esquerdo, e sim em toda a organização do time no meio de campo.

O armador cruzeirense assumiu o posto de figura chave do grupo. Seu toque refinado, oportunismo e cadencia de jogo o fazem ser peça fundamental no esquema tático. E tudo isso a torcida cruzeirense deve agradecer e bater palmas ao treinador Adilson Batista, que está sabendo aproveitar o melhor do jogador.

Talvez Gilberto não fosse o principal nome no mercado de transferências, mas para o time do Cruzeiro ele foi um grande negócio. Mais uma vez os Perrellas acertaram em cheio!

* Este texto era para ter sido publicado na segunda-feira, após a vitória sobre o Corinthians. Problemas na Internet me impossibilitaram de atualizar o blog, mas a atuação de Gilberto contra o Santo André não deixou que o texto fosse deixado de lado...

sábado, 24 de outubro de 2009

Embaixador Tardelli

O Galo venceu mais uma, dentro do Mineirão e com show deles, que sempre são protagonistas: a torcida alvinegra e o matador Tardelli. O resultado de 1x0 sobre o Vitória coloca o Atlético muito próximo do líder, apenas um ponto do Palmeiras. A boa campanha do time já foi destacada várias vezes e por isso vou reservar este espaço para aplaudir Diego Tardelli.

Atacante e artilheiro. Estas duas palavras é pouco para definir o jogador do Atlético. Diego é diferenciado. Um atleta que já foi problema e hoje é solução para o elenco atleticano. Iluminado, ele sabe o que fazer com a bola nos pés. Suas qualidades não se limitam apenas as finalizações. Visão de jogo, lançamentos, determinação e posicionamento são complementos que o fazem o artilheiro do Brasileirão e um dos candidatos ao craque do campeonato.

Diego não precisa de muitos toques na bola. Seu raciocínio rápido é capaz de destruir as zagas adversárias e fazer sorrir a “massa” alvinegra. Já reparou quantos gols Tardelli fez sem precisar dar mais que um toque na bola? Com extrema competência ele não titubeia diante dos goleiros...

Os atleticanos têm motivos para reclamar de suas convocações para a Seleção Brasileira, que o tiraram de jogos importantes como o jogo contra o Palmeiras e clássico contra o Cruzeiro. Não porque a presença dele seja certeza de gols, mas ele chama a marcação adversária, abre espaço para as jogadas do Atlético e logicamente porque sabe como ninguém definir partidas...

Já são 16 gols no Brasileirão, além da artilharia do Campeonato Mineiro. Ele já dançou, pulou, abraçou e metralhou em suas comemorações. Aos que criticam os tiros no ar, entendam que Tardelli é o “Matador da Paz”. Com o sorriso no rosto e as mãos engatilhadas, ele fuzila seus adversários com o único intuito de selar a paz entre clube, diretoria e torcedores. Os momentos de guerra vivenciados até mesmo no ano do centenário ficou para trás, pois o “Embaixador Tardelli” pacificou a Cidade do Galo com seus gols, carisma e profissionalismo.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Esta é a chance. Quem aproxima?

Serão nove jogos no próximo fim de semana e em seis deles, os primeiro colocados estarão em campo em busca de diminuir a vantagem do líder Palmeiras, que perdeu para o Santo André por 2x0 e deu a oportunidade para os times que vem atrás.

Atlético, Internacional, São Paulo, Flamengo, Goiás e Cruzeiro caso vençam seus jogos, somarão os três pontos no complemento da rodada e reduzirão a diferença do líder ao 7º colocado para apenas seis pontos, restando sete rodadas.

Como nesta 31ª rodada não teremos confronto direto entre os líderes, os palmeirenses terão que “secar” os rivais para que eles não se aproximem. O Atlético Mineiro receberá o Vitória no Mineirão, e se vencer, a diferença cairá para apenas UM PONTO entre o líder e vice.

Dos seis jogos:
- Atlético Mineiro e Goiás jogarão em casa, contra Vitória e Fluminense respectivamente.
- São Paulo, Internacional e Flamengo terão clássicos contra Santos, Grêmio e Botafogo. O Tricolor irá a Vila Belmiro, o Inter receberá o Grêmio e o Flamengo jogará no Engenhão.
- O Cruzeiro jogará no Pacaembu contra o Corinthians.

Tudo pode acontecer nesta rodada. O 2º colocado pode terminar fora do G-4 ou encostado no líder. No histórico recente deste Brasileirão, acabamos sendo testemunha que os clubes não tem aproveitado a oportunidade de encostar no líder, mas o péssimo momento do Palmeiras facilitou a vida dos que ainda sonham com o título e esta rodada pode esquentar ainda mais a disputa...
Ou confirmar que ninguém quer a taça e que o Palmeiras é um time, de no mínimo, muita sorte!

domingo, 18 de outubro de 2009

Ainda restam teimosos?

O Brasileirão está entrando em sua reta final. Faltam apenas oito rodadas e a briga continua acirrada, tanto no topo quanto na parte debaixo da tabela. A zona intermediária (do 5º ao 13º) a diferença é de apenas cinco pontos... Muita emoção para o nosso campeonato nacional.

Surpresas sempre aparecem na competição. Este ano o Avaí chegou bem próximo dos líderes, esteve no G-4 e permanece entre os classificados para Sul-Americana. Goiás e Atlético Mineiro não foram considerados pelos críticos candidatos ao título brasileiro, mas brigaram durante várias rodadas pelas primeiras posições. Hoje, o Galo é quem permanece na disputa, enquanto o Goiás vai perdendo posições...

E o Galo Paraguaio? Estou esperando o momento em que ele vai ficar para trás... Por que foram tantos os torcedores, jornalistas, blogueiros e outros que afirmaram que o Atlético não chegaria ao lugar nenhum... Faltando oito rodadas o time é vice-líder, quatro pontos atrás e derrubando adversários diretos, como aconteceu neste fim de semana, onde o Galo venceu o São Paulo em pleno Morumbi. Tropeços acontecem, mas já passou da hora de esquecer esse “apelido” dado ao time de Celso Roth.

“Na liderança do Campeonato, o Atlético Mineiro vai suportando a pressão muito bem. Conquistou pontos importantes fora de casa, como o resultado de domingo (0x0 contra o Vitória no Barradão) e em casa faz do Mineirão um verdadeiro inferno para os adversários. No meu olhar, é candidato a vaga na Libertadores e pode sim pensar no título. Alguns jornalistas não admitem, talvez para eles, só fique claro na penúltima rodada... Aí fica muito fácil apontar quem levará o caneco...”

No trecho acima, que escrevi exatamente a um “TURNO” atrás, sublinhei minha confiança no Atlético. Na época o Galo era líder, hoje é o vice... O clube anunciou bons nomes e vai continuar até o fim brigando... Podem anotar aí... São Paulo, Internacional, Goiás, Flamengo e Cruzeiro, além do líder Palmeiras, vão brigar ponto a ponto, pelo título e pelas vagas na Libertadores. Logicamente boas equipes vão ficar fora de seus objetivos, mas isso se deve ao alto nível de disputa entre os líderes, que apesar dos vacilos de muitos a cada rodada, estamos vendo uma boa briga e recheada de bons jogos.

Então, chega de ouvir “Galo Paraguaio”. Que respeitem o time de Celso Roth, que depois de muitos anos vai fazendo uma boa campanha e merece aplausos!

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

A Argentina depois de Diego

1982, na Espanha, apresentação modesta.
1986, no México, o bicampeonato mundial da Argentina.
1990, na Itália, o vice-campeonato.
1994, nos EUA, a tragédia para os argentinos... O doping de Diego Armando Maradona e a eliminação contra a Romênia.

Foi nos Estados Unidos que Maradona atuou pela última vez na Copa do Mundo. De lá para cá, foram três Mundiais, e a poderosa Argentina não foi tão longe, sendo eliminada precocemente e nem chegando perto de seu terceiro título mundial. A França, Coréia e Japão, e a Alemanha receberam uma seleção Argentina poderosa, porém não vencedora. Maradona pode retornar a Copa em 2010. Seu reencontro com o Mundial depende apenas da Federação Argentina de Futebol (AFA), só que desta vez como treinador.

1998 – França – QUARTAS-DE-FINAL
Comandados por Daniel Passarella, os argentinos levaram a França jogadores como Batistuta, Cláudio López, Verón, Ortega, Gallardo, Crespo e Simeone.
O favoritismo ficou evidente logo na primeira fase, após três vitórias no Grupo H, sobre Japão, Croácia e Jamaica. Foram sete gols, quatro de Batistuta, e nenhum sofrido.
Após vencer a Inglaterra nos pênaltis, pelas oitavas-de-final, o adversário seguinte foi a Holanda. A eliminação veio no minuto final, com gol de Kluivert. Foi o carimbo de volta da França nas quartas-de-final.

2002 – Coréia/Japão – PRIMEIRA FASE
Desde as Eliminatórias até a estréia dos argentinos, o favoritismo os acompanhou. O mau momento brasileiro, que garantiu a vaga apenas na última rodada para a Copa na Ásia, fez com que as esperanças da América do Sul se concentrassem na seleção de Bielsa. Mesclando experiência e novos valores, a Argentina surpreendeu o mundo, mas de maneira negativa. Com a base de 94/98 os argentinos caíram no Grupo da Morte.
Com gol de Batistuta, venceu a Nigéria na estréia. A derrota para a Inglaterra de Beckham e o empate suado com a Suécia deixou os argentinos com um ponto a menos que ingleses e suecos.
40 anos depois a Argentina voltou para a casa logo na primeira fase.

2006 – Alemanha – QUARTAS-DE-FINAL
Bastante renovada e com a nova jóia argentina, Lionel Messi, a seleção de José Pekerman tentou apagar o vexame da copa anterior. O azar começou logo no sorteio, novamente no Grupo da Morte. As boas vitórias contra Costa do Marfim e Sérvia e Montenegro os classificaram, deixando o empate final contra a Holanda sem grande importância. No mata-mata, a vítima seguinte foi o México. Com golaço de Maxi Rodriguez, na prorrogação, a Argentina avançou para enfrentar os donos da casa nas quartas-de-final. Contra os alemães, derrota nos pênaltis e mais uma vez sofrimento argentino.

2010 – África do Sul
A solução encontrada pela AFA foi trazer ao comando a figura mais idolatrada do país. Em outubro de 2008, Maradona foi nomeado técnico da seleção para a classificação e posteriormente a disputa da Copa do Mundo na África do Sul em 2010. A classificação suada e a contestação dos argentinos podem fazer com que Maradona não embarque junto com seus comandados no ano que vem A escolha por Diego foi mais pela emoção do que com a razão. Maradona não é técnico e dificilmente será com sua cabeça dura. Mas sua liderança e espírito podem ser o diferencial em um torneio de ‘tiro-curto’ e decisivo como a Copa do Mundo, onde o psicológico e a emoção podem fazer a diferença. Basta saber se D10S sobreviverá até lá...

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Hasta Sudáfrica!

Enquanto os argentinos rezavam e oravam para seu Deus, sendo ele Maradona ou não, os brasileiros empatavam sem gols com a Venezuela e torciam, em grande maioria, para a vitória uruguaia em Montevidéu. No final da partida, depois de longo sofrimento nas Eliminatórias, a Argentina teve diversos motivos para sorrir.

Com gol de Bolatti, aos 39 da etapa final, os argentinos comemoram a classificação para a Copa do Mundo. O autor do gol que garantiu a vaga para a África do Sul em 2010 tinha acabado de entrar a mando do treinador... Brilhou a estrela do endeusado, porém contestado, Maradona.

E tudo acabou bem para os argentinos. Depois de vexames e derrotas inexplicáveis na fraca campanha nas Eliminatórias, a Argentina se garante e vai ao Mundial de maneira heróica e histórica. Para confirmar a frase, basta pegar como exemplo as duas últimas partidas contra Peru e Uruguai.

Contra a pior seleção da América do Sul, um gol em impedimento, debaixo de um temporal, nos acréscimos da partida, um minuto depois de ter sofrido o empate, garantiu aos argentinos os três pontos que o mantiveram na luta pela vaga. Quatro dias depois, uma vitória simples, nos minutos finais, de uma substituição para fechar o time, em um clássico contra os uruguaios, jogando em Montevidéu, onde a Argentina não vencia há 33 anos.

Quem sabe Maradona faça igual aos brasileiros de 2001/2002, que se classificaram na última rodada, com uma seleção recheada de críticas aos jogadores e comissão técnica de Luis Felipe Scolari. Daquele momento conturbado nasceu uma família que sete meses depois deu aos brasileiros o pentacampeonato na Ásia.

Ufa... É muita história para contar...
Resumindo, Maradona e a Argentina vão para a África do Sul em 2010.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Galo pressiona. Cruzeiro quem leva!

O clássico mineiro disputado ontem não foi o mais emocionante dos últimos tempos, mas pelo menos não ficou no empate sem gols. Isso porque o Cruzeiro logo aos 11 minutos abriu o placar com Wellington Paulista e jogou toda a responsabilidade para cima do Atlético.

O túnel e as provocações entre os presidentes foram deixados de lado no apito inicial de Sálvio Spínola, que não entrou na onda dos dirigentes atleticanos, que com a troca dos túneis poderiam pressionar o auxiliar a beira do gramado. Na minha visão, Spínola soube controlar bem o jogo e teve boa atuação. Isto ficou claro na situação do colombiano Rentería, que com poucos minutos de partida tentou provocar e arrumar confusão, mas o árbitro atento logo coibiu a violência mostrando o cartão.

O Atlético foi um time antes de tomar o gol e outro bastante diferente após. Nos minutos iniciais o Galo parecia dormir em campo. O nervosismo era evidente e a zaga dormiu enquanto Wellingtou Paulista incendiou o Mineirão. Em desvantagem, o time de Celso Roth partiu desesperadamente para o ataque, mas não marcou e confirmou a dependência de Tardelli, que está com a seleção brasileira.

O Cruzeiro manteve a regularidade e buscou sempre as jogadas rápidas. Optou por administrar o resultado e ficou claro com a substituição de Gilberto por Elicarlos no intervalo. Com o recuo cruzeirense, o Galo partiu para o empate, mas em vão. O placar adverso deixa o Galo distante do líder e muito próximo de seus adversários na luta pelo G-4. O Cruzeiro se aproximou e vê cada vez mais perto a chance de retornar à Libertadores depois do vice-campeonato desta temporada.

Além dos atleticanos, os cruzeirenses também têm motivos para lamentar! Mais uma vez o clássico fica marcado pelos vândalos que depredam ônibus e prejudicam os trabalhadores do dia seguinte. Cerca de 40 ônibus foram danificados, além de brigas e confusões em torno do estádio. Até quando veremos isso?

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Coxa 100 anos!

O campeão brasileiro de 1985 comemora 100 anos neste dia 12/10/09!

PARABÉNS CORITIBA!

Entre tristezas e alegrias, sobressai a paixão pelo alviverde!

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Que venha o clássico!

Cruzeiro e Atlético entraram em campo antes do dia 12, a data marcada para o maior clássico de Minas Gerais, e um dos maiores do mundo! Porém as atuações foram bem opostas nesta quinta-feira. O Cruzeiro deu um show no Mineirão e o Atlético foi um vexame no Engenhão.

O segundo tempo foi o bastante para o Cruzeiro vencer o Goiás. Mas não necessariamente os 45 minutos. Leandro Lima e Wellington Paulista (dois) marcaram os três gols da vitória, antes mesmo do relógio apontar dez minutos! O primeiro tempo foi de pressão e o segundo de definição. O Cruzeiro não deu chance aos goianos e agora chega a nona posição.

Com a vitória o Cruzeiro respira aliviado e acaba com os maus resultados dentro de casa. Vinha de duas derrotas, para Palmeiras e São Paulo. Quem pode agradecer também é o técnico Adilson Batista, que nos últimos dias continuou sendo alvo de críticas dos torcedores...

Mas seu apelido de Professor Pardal pode ser aproveitado para o rival Celso Roth, que inventou no Rio de Janeiro, ao colocar Renan Oliveira deixando Alessandro no banco. Com essa escalação e o péssimo desempenho do time o Galo foi massacrado pelo Botafogo. O Fogão definiu o jogo nos minutos iniciais e terminou o primeiro tempo com 3x0 e os três pontos garantidos. O Atlético foi presa fácil. Com um ataque horroroso, com Rentería, bastante isolado, e a eterna promessa Renan Oliveira, que mais uma vez não encostou na bola, não armou, não criou e muito menos finalizou o alvinegro mineiro só teve oportunidade no pênalti convertido por Correa.

Não entendo o motivo para não escalar Alessandro, que na oportunidade que teve contra o Goiás, no Serra Dourada pela Sul-Americana, foi o melhor jogador em campo, mas o Galo acabou eliminado nos pênaltis. A derrota deixa o Galo no G-4, mas distante da liderança. Oportunidades como esta, de encostar no líder, não se pode desperdiçar... O sonho continua vivo, mas cada vez mais longe... Porém o clássico ganha ares de decisão!

O clássico vai ser o encontro de um time na ponta da tabela contra um na zona intermediária. É o primeiro jogo após a derrota cruzeirense na Libertadores. Um confronto tumultuado devido à escolha do túnel, além de estar marcado para uma tarde de segunda-feira. O time cruzeirense vem de excelente vitória e o Galo de uma desastrosa atuação. Favorito? Ninguém arrisca! A única certeza é de Mineirão lotado e um grande jogo!

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Atualização Ranking

Na nova atualização do Ranking do Blog Rola a Bola! veja algumas observações em cada competição:

SÉRIE A:

- O Atlético Mineiro recuperou posições, saindo da 6ª para a 3ª atrás apenas do Palmeiras e São Paulo, que não se alteraram.
- O Fluminense assumiu a lanterna sozinho, com apenas 85 pontos. A diferença para o líder Palmeiras é de 105 pontos.
- O Flamengo deixou a 11ª posição para aparecer em 6º, com 150 pontos. O Grêmio pulou de 10º para 7º.

SÉRIE B:
- Cada vez mais próximo do título, o Vasco chegou aos 200 pontos, o time com maior pontuação das três divisões do Brasileirão.
- O Guarani aparece na vice-liderança, com 185 pontos. O Bugre deixou a 4ª posição para assumir a nova colocação.
- O ABC entregou a lanterna para o Campinense. O último colocado tem apenas 95 pontos, enquanto o ABC saltou para a 18ª posição, com 110.
- O Bahia aparecia na 8ª posição com 110 pontos, na última atualização. No último mês, os baianos marcaram apenas 5 pontos, e com 115 agora é o 17º colocado.

SÉRIE C:
- Após o final da competição, o campeão América-MG ganhou os pontos e disparou na liderança, terminando o torneio com 160 pontos.
- O ASA garantiu o bônus de vice-campeão e artilheiro do torneio. Aparece logo depois dos mineiros, com 125 pontos.
- CONFIRA O RESULTADO FINAL COM A BONIFICAÇÃO!

SUL-AMERICANA:
- Restam apenas dois clubes brasileiros na Sul-Americana: Botafogo e Fluminense. Ambos dividem a liderança com 30 pontos.
- Entre os eliminados, o Goiás conseguiu marcar 24 pontos.
- Todos os clubes pontuaram. Atlético/PR e Internacional chegaram apenas aos 6 pontos.

CLASSIFICAÇÃO GERAL:
- O Palmeiras permanece sem bônus, mas já é o vice-líder, atrás apenas do Cruzeiro. A diferença era de 71 pontos entre os clubes e agora é de 56.
- O Vasco com a brilhante campanha na Série B ganhou uma posição e aparece em 6º na frente do São Paulo. A diferença entre os times é de 1 ponto apenas.
- O Atlético Mineiro ganhou três posições e aparece entre os dez melhores, deixando o Sport de fora.
- O campeão da Série C, América Mineiro, deixou a 44ª posição, com 108 pontos e pulou para a 30ª, com 188.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Enquanto isso na Argentina...

A Seleção Brasileira já está garantida na Copa do Mundo. Isso devido o excelente aproveitamento nas Eliminatórias. Restando apenas dois jogos para o fim da competição que proporciona a quatro clubes a vaga direta para a África do Sul e uma para a repescagem, apenas os brasileiros e paraguaios já estão livres da disputa. Outras seleções brigam ponto a ponto pela vaga, e uma delas é a Argentina.

O time de Maradona fará nos dias 10 e 14 deste mês, dois jogos importantíssimos da história desta seleção bicampeã mundial. E caso não corra tudo bem, os argentinos podem ficar fora e assistir o mundial de 2010 em Buenos Aires.

Os próximos confrontos não são dos mais fáceis. No sábado o Peru em casa e na quarta-feira o Uruguai em Montevidéu. Mesmo em último nas Eliminatórias, os peruanos podem sim aprontar para cima dos argentinos, porque o futebolzinho que os hermanos vêm jogando está do mesmo nível que o do rival do fim de semana. Mas para o atacante Aguero, a confiança é tão grande que ele declarou que o Peru não será problema, pois eles não jogam nada! Leia:

O Peru não joga nada! Esses são os jogos mais importantes, os que têm que vencer. E só dependemos de nós. Eles vão ficar atrás e não podemos deixar de atacá-los por isso. Hoje iríamos para a repescagem, mas tenho fé e acredito.”
*Jornal Olé

É com esta arrogância e confiança que os argentinos vão para estes dois duelos finais... Quero só ver se o Peru tirar da Argentina alguns pontinhos... Adeus África e o Aguero vai acompanhar com o sogrão Maradona a Copa em casa!

A alegria para os argentinos, pelo menos para os torcedores do Boca, veio neste fim de semana, com o golaço de Palermo na La Bombonera. O lendário atacante, conhecido pelos pênaltis perdidos, mostrou categoria, sorte e oportunismo no lance que deu a vitória ao Boca Juniors sobre o Veléz neste domingo.

Acompanhe o incrível gol de cabeça do atacante, quase do meio de campo!

Clique aqui e veja o gol!

sábado, 3 de outubro de 2009

Graças aos treinamentos!

O Atlético não precisou ser brilhante, apenas competente para vencer o Barueri no Mineirão. O placar de 2x1 levou o Galo ao G-4, local que está noite será o seu poleiro.

A vitória na noite deste sábado não deve ser creditada a nenhum jogador especificamente, e sim aos treinamentos exaustivos realizados na Cidade do Galo. Isso porque três lances de bola parada foram fundamentais para o triunfo alvinegro.

O primeiro lance foi aos 15 minutos da primeira etapa. A cobrança de escanteio do Correa mostra com clareza a jogada ensaiada pelos atleticanos. O volante tocou curto e apareceu logo depois, em situação mais clara para levantar na área. Após cruzar, contou com o auxílio do goleiro Renê, que cortou mal e teve o azar da bola cair nos pés de Tardelli. Com o camisa nove, não tem erro... Gol do Galo, o 14ª de Tardelli, artilheiro do Brasileirão.

A segunda bola parada não foi a favor do Galo, e sim do Barueri. O time paulista teve pênalti a seu favor. Era Basílio, que sofreu a penalidade, contra Carini, o autor da infração. O “paredón” uruguaio não titubeou e esperou o atacante correr para a bola para se movimentar. Azar de Basílio, que chutou fraco no canto direito e Carini saltou com perfeição para evitar o empate. O goleiro treinou bastante as cobranças esta semana.

Na segunda etapa, Ricardinho entrou em campo, mas não precisou de muito. Ainda sem ritmo, sua participação principal acabou sendo coadjuvante. Já aos 36, ele passou por cima da bola, enganando o goleiro Renê na cobrança de falta, realizada por Correa, que fantasticamente colocou a bola no ângulo e ampliou o placar para o Galo. O camisa 77 correu para festejar ao lado de seus companheiros e o maestro Ricardinho continuou com seu uniforme intacto, que é facilmente observado por ser o único jogador utilizando a camisa dentro do calção

Festa nas arquibancada, que mais uma vez teve belo público. Mais de 44 mil pessoas estiveram presentes no estádio. Palmas para os treinamentos do Celso Roth e para os jogadores...

Com a vitória o Galo mostra que de paraguaio não tem nada, ou melhor, a exceção é o zagueiro Benítez, que ainda não estreou...

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

É tudo nosso!

Já não bastasse a Copa do Mundo... Agora as Olimpíadas!

Sobram motivos para os brasileiros sorrirem! Serão dois anos de muito esporte e desenvolvimento em nossas terras...

Copa do Mundo 2014... Rio de Janeiro 2016!

A América do Sul jamais viu algo parecido. Nenhuma cidade do continente teve o prazer de comemorar a escolha de ser uma cidade sede dos Jogos Olímpicos. A festa começa hoje, e termina apenas quando a pira olímpica for apagada no Brasil, daqui a sete anos.

Será a maior festa do esporte mundial! Se em nossas manchetes sobram notícias ruins, esse é o momento de mudar essa imagem e levar ao mundo o que temos de melhor...

Que a partir da abertura do envelope, onde foi anunciado o Rio de Janeiro, pronunciado no sotaque de Jacques Rogge, presidente do comitê olímpico, os nossos políticos tomem vergonha na cara! Que surjam novos investimentos para os nossos esportes e atletas! Que não sejamos apenas coadjuvantes na grande festa que iremos sediar! Que apareçam milhares de investimentos para este povo!

Muitos criticam... Eu mesmo temo. Mas é impossível não se emocionar, se orgulhar!

Que venham os atletas, os turistas, os políticos... Venham conhecer o RIO DE OURO!

Do gingado dos brasileiros as belezas naturais... Essa é a vez do Brasil!

A Copa já começou e os Jogos Olímpicos começa agora!

O Rio é nosso! O Brasil é nosso! Sejam bem vindos!

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Provocação tem limite?

O futebol é repleto de rivalidade e provocações. Em semana de clássico, desde a diretoria até o momento principal do futebol, o gol, as provocações aos rivais estão presentes. Mas nem sempre é necessário o confronto para que as “brincadeiras”, que muitas vezes deixam os adversários ofendidos, aconteçam.

Foi o que aconteceu na noite desta segunda-feira, durante o jantar de comemoração dos 99 anos do Corinthians. Um vídeo institucional foi exibido para os convidados em um telão. O desenho animado mostrava um Gavião, representando o Corinthians, com a bola nos pés, dando dribles em um Bambi, vestido com a camisa tricolor do São Paulo e usava uma chuteira rosa.



O presidente André Sanchez se desculpou pela exibição do vídeo, que segundo ele não passou por sua aprovação. Os corinthianos se divertiram ao assistir.

Dentro de campo, várias comemorações de gols irritaram os torcedores rivais dos artilheiros. Este ano tivemos o exemplo de Kléber, que imitou um Galo ao fazer o primeiro gol da goleada de 5x0 a favor do Cruzeiro no clássico mineiro. Viola já imitou porco quando jogava no Corinthians e marcou sobre o Palmeiras. E quando não são referencias as mascotes rivais, gestos simbolizam as provocações.

Já vimos o famoso chorôrô... Comemorações diante dos torcedores adversários... Camisas e bonés de torcidas organizadas...

Não sou muito a favor destes tipos de brincadeira, apesar de achar engraçado!
Isso, infelizmente, incita ainda mais a violência nos estádios e causa a revolta em massa dos torcedores. Surgem ameaças aos profissionais e as entidades, pois muitos apaixonados não conseguem entender que essas provocações, às vezes, não passa de uma simples brincadeira.
É melhor cada um cuidar do seu próprio time e deixar de lado os rivais... Infelizmente o futebol acaba perdendo um pouco a graça, mas ganha no respeito e menos violência.

* Veja o um trecho do vídeo clicando aqui.
** O Corinthians divulgou a logo vencedora para o centenário. O prêmio foi para a imagem que você pode ver aqui.

domingo, 27 de setembro de 2009

Cinco para quatro

Palmeiras, Goiás, São Paulo, Internacional e Atlético Mineiro. Estes cinco clubes encabeçam, respectivamente, a classificação do Brasileirão 2009. O Palmeiras comemorou os resultados da rodada, pois abriu cinco pontos de vantagem para o vice-líder Goiás. Da equipe goiana ao Galo Mineiro a diferença é de apenas um ponto. Com 26 rodadas, e a presença constante destes cinco clubes nas primeiras posições, acho que podemos concluir que estes são os times que brigarão pelas vagas da Libertadores 2010. Até porque, o Grêmio que vem logo em seguida tem seis pontos a menos que o alvinegro de Belo Horizonte. Não estou afirmando que o Grêmio, ou outros clubes não consigam chegar para a disputa...

O título ficará apenas com um destes clubes, mas o Brasileirão proporciona mais três vagas para a Libertadores além do campeão. Com está matemática lógica, um destes times que aparecem brigando ponto a ponto pelo G-4, ficará de fora da competição mais importante do continente.

- O Palmeiras montou um forte elenco. Além de ter no banco Muricy Ramalho, não perdeu suas principais peças e repatriou o atacante Vagner Love, que pode decidir qualquer jogo em apenas uma jogada.

- O Goiás se recupera de uma má fase, que todos estes times da frente já passaram. Fernandão vai se adaptando ao estilo de jogo do time goiano e assumindo o papel que lhe é esperado. Léo Lima encaixou perfeitamente no esquema de Hélio dos Anjos, atuando bem em várias partidas.

- O São Paulo já mostrou porque todos os clubes devem temê-lo. Tem um elenco fortíssimo e não afina no momento da decisão. Ainda acredito que é o favorito ao título.

- O Internacional teve boas oportunidades de assumir a ponta e se distanciar. Mas desperdiçou todas elas, tanto em casa quanto fora. O time é bom, tem um bom treinador e vários jogadores capazes de desequilibrar. Só faltam demonstrar a capacidade de decisão dentro do campo.

- O Atlético Mineiro já foi líder e caiu bastante de rendimento, devido às várias lesões de titulares. Reforçou seu plantel, com jogadores conhecidos no futebol brasileiro como Correa, Rentería, Jorge Luís, Coelho, Ricardinho e trouxe dois estrangeiros de seleções, o zagueiro Benítez (Paraguai) e o goleiro Carini (Uruguai). O time está se reencontrando e conta com o apoio da fanática torcida.

- Qual deles acompanhará a Libertadores da América pela TV em 2010?

sábado, 26 de setembro de 2009

Zona do Agrião

Já está no ar o novo blog, o ZONA DO AGRIÃO

Um endereço completo, com todas as notícias do futebol brasileiro e esportes em geral!

Sob a visão de diversos blogueiros, todos em um mesmo blog... Vale a pena conferir!

O endereço é: http://www.blogzonadoagriao.blogspot.com/

O link estará ao lado, no menu, juntamente com os demais endereços onde escrevo!

O assunto que sou responsável, logicamente é o FUTEBOL MINEIRO!

VISITE!

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Sul-Americana faz cariocas sorrirem

O Brasileirão deste ano tem sido um pesadelo para o Botafogo e o Fluminense. Com os dois clubes na zona de rebaixamento, suas torcidas não encontravam motivos para sorrir... Até que começou a Copa Sul-Americana e Fogão e Flu parecem esboçar os primeiros sorrisos depois de várias rodadas de lamentação no Brasileirão.

O alvinegro da estrela solitária eliminou o Atlético-PR na fase de confrontos brasileiros. O empate em 0x0 na Arena da Baixada e a vitória por 3x2 no Engenhão, levaram o Botafogo as oitavas-de-final, para enfrentar o Emelec, do Equador.
Na noite de ontem, o time de Estevam Soares conseguiu um bom resultado ao vencer por 2x0 no Rio de Janeiro, e poderá perder por um gol de diferença. Caso faça um gol em território adversário, terá a vantagem ampliada. Mesmo sem ter sido brilhante, o time carioca tem tudo para chegar entre os oito melhores da competição, e enfrentar na próxima fase o vencedor de Goiás ou Cerro Porteño.

Já o Tricolor continua sem um bom futebol, mas o resultado conquistado no Peru não foi dos piores. O empate em 2x2 contra o Alianza Atlético, em um campo de gramado artificial, deixou o Fluminense precisando apenas de uma simples vitória em casa, ou empates sem gols e 1x1.
O adversário do clube brasileiro é o penúltimo do campeonato peruano, e como o Flu é o lanterna do Brasileirão, o jogo como era de se esperar, não foi de alto nível. A partida parecia fácil para o time de Cuca, mas novamente os cariocas não conseguiram sair de campo com a vitória.
A situação no Brasileirão é complicada, mas na Sul-Americana é bem tranqüila, principalmente pela fragilidade do adversário que o Fluminense receberá em casa.
Caso o Fluminense não consiga vencer o Alianza, ou ao menos eliminá-los, é melhor fechar as portas do futebol este ano e retornar apenas na Série B em 2010!

Vamos ver até onde irão os dois cariocas, que tem os piores aproveitamentos no campeonato nacional (Fluminense 20º colocado e Botafogo 18º colocado), mas largaram na frente dos outros brasileiros* que já atuaram pelas oitavas-de-final da Sul-Americana.

* O Internacional empatou em casa contra o Universidad do Chile (1x1) e o Vitória foi goleado por 4x1 no Uruguai, contra o River Plate. O Goiás enfrentará o Cerro Porteño esta noite em Assunção.

Contra-ataque – 25ª Rodada

Náutico 0x0 Atlético/MG – O placar em branco resume a partida. Fraquíssima! O Náutico sem poder na própria casa e o Galo esbarrou nos seus próprios erros. Se vencesse, o Atlético encostaria nos líderes, mas o empate o tirou do G-4. Celso Roth não agradou com suas modificações e até onde o Galo chegará?

Atlético/PR 1x0 Sport – Para o Sport ficou difícil escapar do rebaixamento. O jogo também foi fraco, o gol relâmpago do Furacão salvou os paranaenses. Os pernambucanos tem apenas 20 pontos. O Atlético chegou aos 31 pontos e vão brigar por uma vaga na sul-americana.

Vitória 2x0 Internacional – Os baianos fizeram com muito mérito o dever de casa. Os três pontos os levaram para a 10ª posição. Já o Internacional perdeu mais uma oportunidade de assumir a liderança, mesma que momentânea. A derrota deixou os gaúchos na 3ª posição, já que o São Paulo assumiu a vice-liderança. Não entendo este time de Tite, que não consegue definir no momento de decisão. Mas tenho certeza que lutará até o fim pelo título.

Avaí 4x0 Barueri – A goleada dos catarinenses pode ser um novo animo para o time que não vencia há três jogos. Na 7ª posição, o Avaí ainda pode sonhar com uma Libertadores, mesmo que eu não acredite nesta hipótese. O Barueri deve ficar na intermediária mesmo.

Grêmio 5x1 Fluminense – O Fluzão já era! Não acredito que vá chegar a algum lugar. Ou melhor, irá para a Série B. Com a goleada para o Grêmio, mostra que não tem time para buscar a vitória. Tudo bem que a derrota no Olímpico era esperada, mas o placar mostrou como o time é limitado.

Santo André 1x1 São Paulo – O Tricolor vai continuar brigando até o fim pelo título. Porém desperdiçou a grande chance de assumir a liderança, já que o Palmeiras vai pegar o embalado Cruzeiro na próxima quarta-feira. Ganhou uma posição, mas contra o limitado Santo André o empate não foi o melhor resultado.

Santos 0x0 Botafogo – Outro jogo difícil de assistir. Mostra que os dois times são coadjuvantes no campeonato, porém o Botafogo vai conquistando papel principal na zona de rebaixamento.

Corinthians 1x4 Goiás – Um massacre goiano no Pacaembu. Ronaldo voltou e pouco adiantou. A apresentação de Edno e a expectativa do Timão encostar nos líderes não amedrontou Iarley e Fernandão que não tiveram piedade dos paulistas. Com a vitória, o Goiás retorna ao G-4. O Corinthians está na 9ª posição e pode ver o Palmeiras abrir 10 pontos de vantagem.

Flamengo 3x0 Coritiba – Três golaços colocaram o Fla em boa situação na tabela. Não deverá ir muito longe, mas a recuperação de Adriano já é importantíssima para pensar na próxima temporada!

Cruzeiro 1x2 Palmeiras – Três pontos para o líder Palmeiras, graças ao homem de preto que “apitou” o jogo. Sem mais... Lamentável!

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Complicou Gladiador

O Gladiador Kléber não é mais tão idolatrado entre os torcedores cruzeirenses. Há três meses quem poderia imaginar que o atacante seria alvo de críticas e até mesmo da fúria da torcida azul?

Um dos líderes do clube na campanha do vice-campeonato da Libertadores, Kléber anda se complicando no Cruzeiro. O amor declarado pelo Palmeiras não tem agradado os torcedores cruzeirenses. No último fim de semana, Kléber foi a São Paulo para visitar seus familiares e participou de um evento organizado pelos integrantes da Mancha Verde, torcida organizada do Palmeiras. Além de comparecer, o atacante jogou com os torcedores palestrinos, mesmo no final da recuperação de uma lesão.

Para alguns torcedores, o principal problema da atitude do atacante não foi o fato de Kléber ter ido para uma “pelada” qualquer, e sim ter ido à Mancha Verde, torcida aliada a Galoucura, organizada do rival Atlético Mineiro. Se a festa fosse de alguma aliada das organizadas cruzeirenses, talvez a revolta fosse menor ou não gerasse tanta polêmica. O jogador deveria pensar nisso e ser instruído pelo seu empresário, pois o atleta é funcionário do Cruzeiro Esporte Clube e deve respeito e satisfação aos torcedores cruzeirenses, já que ambos são patrimônios do clube.

Durante a janela de transferências para a Europa, o jogador recebeu propostas de clubes europeus, principalmente do Porto, mas optou em permanecer no Brasil. Naquela época, sua atitude foi comemorada por grande parte da torcida cruzeirense. Hoje, cerca de 60 torcedores da Máfia Azul foram a Toca da Raposa 2 para pedir a saída do Kléber do clube mineiro.

O atacante já está à disposição do técnico Adilson Batista para a próxima partida. Porém temos que lembrar que o jogo será justamente contra o Palmeiras, no Mineirão. E agora? Escalar ou não o artilheiro?

Não concordo com a atitude do jogador, que deveria se resguardar para o clássico da próxima quarta-feira. Kléber é um jogador que não vive sem polêmica. Em campo ou fora agita o noticiário do Cruzeiro. Ao mesmo tempo não se deve esquecer que o jogador preferiu ficar no clube mineiro a partir para a Europa. Mas não sejamos tão ingênuos, pois a opção em ficar no Brasil pode ter esbarrado nas condições financeiras apresentadas pelo Porto, e não pelo até então amor pelo time celeste.

É amor demais pelo clube... Mas qual deles?